Browsing Tag

stf

lula-bolsonaro-1
Política,

STF prepara armadilha para Bolsonaro e circo para salvar os corruptos

Luiz Fux acelerou a ação penal pública contra Jair Bolsonaro e até marcou seu interrogatório, antes mesmo de ouvir as testemunhas, atropelando a jurisprudência do Supremo.

Vale ressaltar que, mesmo condenado por “incitação ao estupro” contra Maria do Rosário, o deputado não ficará inelegível pela Lei da Ficha Limpa.

Porém, há uma corrente no Supremo que alerta para o artigo 15 da Constituição, que prevê a suspensão dos direitos políticos de quem tiver condenação criminal transitada em julgado – pelo período que durar a pena.

Na contramão, o mesmo Tribunal prepara uma dobradinha para acabar com a Lava Jato, onde, informa Eliane Cantanhede, Basta o plenário tomar duas decisões: restringir o foro privilegiado dos políticos com mandato e acabar com a prisão após condenação em segunda instância.

Essas duas decisões, somadas, significam que muitos criminosos de colarinho branco já presos serão soltos e muitos dos que estão na bica para ser presos já não serão mais. Uma equação perfeita cujo resultado tem nome: impunidade.

Como funciona? Assim: 1) o Supremo formaliza o fim do foro privilegiado e empurra os políticos para a primeira instância, em seus redutos eleitorais; 2) o processo praticamente recomeça do zero e pode demorar anos até o acusado ser julgado e condenado pelo juiz e depois pelo TRF; 3) e, com a revisão simultânea da prisão em segunda instância, pelo próprio Supremo, não acontece nada com o réu. Ele vai continuar entrando com recurso atrás de recurso, livre, leve e solto.

lula
Política,

STF ENTERRA CANDIDATURA DE LULA E VAI PRENDÊ-LO

Apesar do recheio, o STF deu uma série de recados através de alguns ministros que afirma categoricamente que Lula não será salvo, criminal ou eleitoralmente. Vai continuar inelegível e vai para cadeia logo após a conclusão dos recursos no TRF4. Aproximadamente 2 meses.

Veja as notas dO Antagonista:

Viva Carminha

Cármen Lúcia resgata o STF.

Sua recusa em participar do golpe para tirar Lula da cadeia é um passo fundamental para o fortalecimento da democracia no Brasil.

Leia um trecho do editorial de O Globo:

“O debate sobre a segunda instância ganhou outra dimensão.

Senhora da pauta da Corte, a presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, dissera há algum tempo que não colocaria o assunto novamente em julgamento. Por todas as implicações do tema. Afinal, a Lava Jato e outras operações evoluem, e aproximavam-se as eleições (….).

Se o Supremo cometer esta reciclagem no entendimento anterior, será acusado de fazer um julgamento sob encomenda para ajudar Lula e bombardear a Lava Jato, a fim também de ajudar livrar gente importante que se encontra sob a mira da operação, num dos mais flagrantes casuísmos dos últimos tempos.”

CÁRMEN LÚCIA ENTERRA CANDIDATURA DE LULA

Cármen Lúcia enterrou a candidatura de Lula.

No jantar oferecido pelo site Poder 360, além de repudiar o golpe para tirar o quadrilheiro da cadeia, ela repudiou também qualquer tentativa de atropelar a lei da Ficha Limpa.

Ela disse:

“Eu acho que isso está pacificado. Muito difícil mudar. Improvável que seja reversível, porque a composição do Supremo que decidiu lá atrás é praticamente mesma”.

Cármen conversou, sim

Ao dizer que não incluirá na pauta do STF a revisão da possibilidade de execução de pena de condenados em segunda instância, Cármen Lúcia afirmou que não conversou com ninguém sobre o assunto.

Conversou, sim.

E se sentiu forte o suficiente, com apoios externos e internos, para enfrentar as pressōes dos ministros que queriam voltar ao tema para salvar Lula.

Moraes disse “não” a quem pressionava para salvar Lula

As pressōes dos ministros que queriam recolocar na pauta a execução de pena de condenados em segunda instância só arrefeceu porque Alexandre de Moraes, que não estava no STF quando o tribunal decidiu em favor dessa possibilidade, deu a entender de que não mudaria ou relativizaria o seu entendimento, a fim de salvar Lula ou quem quer que fosse.

Na sabatina no Senado, Moraes respondeu que era a favor da execução de pena de condenados em segunda instância.

Os recados do STF

Uma colunista da Folha de S. Paulo – sim, ela mesma – disse que “o STF mandou um recado ao PT: se alguma chance existe de a corte soltar Lula caso ele seja preso, ela pode desaparecer caso a legenda suba o tom de suas críticas contra o Judiciário.”

A resposta de Lula foi entrar com mais um recurso na ONU contra a Lava Jato.

O quadrilheiro sabe que o STF já decidiu enterrar sua candidatura. E que a maioria dos ministros topa também mandá-lo para a cadeia.